sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Ensaio sobre a Despedida. . .

Nossos parentes mais antigos sempre nos dizem que quando uma porta é fechada, uma janela é aberta e, que o corpo se vai e a alma fica. Sábios são nossos ascendentes que sempre sabem o que dizer para nos confortar nos momentos mais dificeis e nos trazer um sentimento de alento e conforto nas horas mais dolorosas. Mas cabe a nos, amigos, e 'parentes' de reta, irmãos não de sangue, mas de vida, a lembrar os bons momentos e, em nossa ignorância, proclamar frases de rara sabedoria e humanidade. A dor da despedida só conhece aquele que por ela já passou e sofreu, nada se equipara e, o sentimento é puro e único. Ao nos despedirmos devemos sempre lembrar dos momentos ruins como fato gerador de experiência e vivencia e, principalmente carregarmos conosco aqueles momentos que foram bons, pois estes nos sempre serão eternos. Nunca iremos esquecer aquela vez que sentimos dor por uma bronca e depois entendemos o que nos estava sendo passado, nunca iremos esquecer o afago da mão amiga e como forma de eternizar aquele de quem nos despedimos, jamais iremos esquecer os momentos únicos que passamos com ele, aquela bronca, aquele afago, aquela dica, aquela comida preparada no domingo, aquele berro durante nossa primeira saída de carro, aquele grito sobre a conta de telefone, luz, água etc. Tendo aqui dizer que despedida nunca será plena, aqueles q amamos e nos amam sempre estarão conosco, serão eternos enquanto vivermos. E seguiremos seu legado concretizando o sonho que tinham sonhado para nos. E caminharemos sempre com a certeza de que uma boa pessoa, nunca vagará sozinha por esse ou outro plano.


*Ensaio em homenagem a um grande homem, que sempre me alimentou de sua comida e sempre matou minha sede com sua agua. Homenagem feita ao grande Tio Orlando, entre os intimos, o Tio das Mini-Pizzas. . .

2 comentários:

Mariana disse...

Despedir-se de quem se ama é sempre difícil.
Mas elos fraternos são eternos.
O amor jamais acaba.

Lost Paradise disse...

Em ler tais textos logo se tem varios pensamentos sobre o poeta hugo...mas nao sobre a pessoa hugo!