segunda-feira, 6 de abril de 2009

Ensaio sobre a Tristeza. . .

Tristeza, sua definição nada mais é do que o antônimo do termo Alegria. Condição igualmente retida em uma escala passageira de tempo. Um estado no qual o homem pode se encontrar, porem onde o mesmo deve procurar nunca se manter, sua condicionalidade virará Infelicidade. Tolo é aquele que troca a alegria pela tristeza ou que por qualquer razao torpe procura se manter atrelado a ela. Compete apenas ao ser sair de um estado e, ao social evitar uma condição.

2 comentários:

Lost Paradise disse...

O pior é quando as pessoas tentam se livrar da tristeza..mas a magoa as impede de fazê-lo!

Laguardia disse...

Amigos.
Não sou jornalista nem escrevo bem.
Sou aposentado, recebendo do INSS e tendo o IR descontado na fonte. Não recebo as benesses de nosso apedeuta mor que tem pensão do INSS acima do máximo, isento de Imposto de Renda por se achar perseguido político, ou melhor, por se anistiado político.
Luto com as armas que tenho que é um blog, como forma de desabafar ao ver tanta roubalheira, falta de ética, falta de honestidade e principalmente falta de vergonha na cara desta quadrilha que tomou de assalto o Palácio do Planalto.
Quero convidar os amigos a participarem da minha forma de protesto, o blog Brasil – Liberdade e Democracia - http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/.
Se não levantarmos nossas vozes em protesto o que será deste país para nossos filhos e netos?
Agora é a hora de lutarmos por uma pátria livre democrática, e sobre todo com governantes honestos e éticos.